30 outubro 2009

O CRISTO REVELADO (João 1.4-14)

Muitas pessoas sabem que Jesus veio ao mundo, morreu, ressuscitou e esta nos céus, mas continuam vivendo segundo o curso deste mundo.

Não basta, portanto, saber que Jesus veio; é necessário recebê-lo e crer nele como o Cristo cheio de Gloria, de graça e de verdade. Aleluia! Jesus nasceu, foi perseguido por Herodes, pagou imposto, pregou, ensinou e curou, porem a maior parte do povo jamais o viu.

1. A Luz resplandece para todos

1. Jo 1.4,5 - Era luz: Ele e a luz dos homens. Luz espiritual a qual clareia a alma do homem, pois e na alma que estão às emoções, sentidos e desejos. A alma precisa estar na luz, para que suas emoções, sentidos e desejos possam ser executados na justiça.

2. Jo 1.9 - Era a Luz Verdadeira: Só Jesus clareia nossos pensamentos, só Ele condiciona ao homem o domínio próprio, bondade, mansidão e entendimento. Só o Senhor Jesus e verdadeiramente claridade de vida aos homens.

2. A rejeição da Luz

1. Jo 1.5 - A derrota das trevas: Quem não vive Jesus Cristo, ou seja, quem não tem Jesus em si esta em cegueira espiritual. Conseqüentemente sua vida material não tem sentido e sua alma esta em condenação. Quem esta em trevas não tem vitoria sobre os justos que na Luz estão.

2. Jo 1.10,19 - O desconhecimento do mundo: O mundo não quer Jesus, mas Jesus quer o mundo. Por isso Ele sempre se manifestou, se manifesta hoje e se manifestara sempre, ate o arrebatamento para todos os homens. As pessoas desejam apenas o que vêem, mas não sabem que o que vêem vem da manifestação do Senhor.

3. Jo 1.12,14 - A revelação da Luz: Podemos tonarmos filhos de Deus, se recebemos Jesus Cristo revelado como Senhor e Salvador de nossa vida. Com a sua revelação e nossa Fe, veremos a Gloria do Senhor, dela faremos parte e nela habitaremos para sempre.

4. Jo 8.12 - Podemos sair das Trevas: Quem ainda esta em trevas, ou seja, em vida amarrada, sem influencia, tem agora um libertador, o qual pode tirar-los das trevas para a Luz, da dificuldade para o triunfo sobre a definidade. Se Jesus nos libertar, verdadeiramente somos livres, e só então o mal não terá vitoria em nossa vida.

Conclusão:

Cristo é a mais completa e grandiosa revelação de Deus a humanidade, a mais perfeita manifestação do seu amor.

28 outubro 2009

A CASA DO OLEIRO (Jeremias 18.1)

Somos um vaso de barro. Ele é o nosso Oleiro. Estamos sendo trabalhados, moldados constantemente em Suas mãos e nos momentos em que rachamos ou apresentemos algumas imperfeições Ele nos SONDA, vasculha bem dentro em nós o que tem de errado, sabe o que necessitamos e nos QUEBRANTA, mesmo que doa, e por falar nisso, Como dói!!! Mas vale a pena pois Ele nos despedaça e Ele mesmo sara, faz a ferida e Ele mesmo cura (Oséias 6.1)

I – Sempre o Maior é Aquele que desce na Presença de Deus.

“Levanta-te e desce à casa do oleiro”

1) Devemos levantar diante do pecado que existe no mundo.

2) Quando descemos na presença de Deus Ele trabalha em nós.

3) A nossa fé será mais forte, mais firme, mais inteligente e mais vigilante.

4) O nosso conhecimento será mais profundo.

5) Nosso amor será mais constante, mais paciente.

6) Todo o nosso ser será mais maduro.

II – O efeito da palavra de Deus em nossas vidas.

1) A palavra de Deus é mais doce que o mel.

2) A Sua palavra pe mais forte que o ódio.

3) A palavra de Deus é mais forte que qualquer tipo de armamento que existe.

4) Ela é mais penetrante que a espada de dois gumes.

5) Apalavra de Deus levanta o abatido e abate o soberbo.

6) É Através da palavra de Deus que tudo existe.

III – Deus hoje quer nos refazer.“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro?”

1) Ele quer vasos para seu serviço. At. 9:15

2) Ele que vaso limpo para a sua adoração e louvor. Is. 66:20

3) Ele quer vaso santificado para trabalhar na sua casa. II Tm. 2:21

4) Ele quer vaso vazio para encher da sua glória. II Rs. 4:3

5) Ele precisa de vaso de barro para guardar o seu tesouro. II Cr. 4:7

6) Ele quer vasos de misericórdia para receber a sua honra. Rm. 9:23

7) Mas aquele que não deixar o Senhor trabalhar nele terá um fim muito trágico. Rm. 9:22

27 outubro 2009

AS CINCO PROVAS DE ABRAAO


- Dentre os grandes expoentes da fé e exemplos de pessoas que se submeteram a Deus particularmente no AT destaca-se a pessoa de Abraão o pai dos Crentes (Rm 4.16) Suas fortalezas e fraquezas o fazem como nos. Eis ai as cinco provas de Abraão



I – PROVA DA OBEDIENCIA

- Bênçãos decorrentes da obediência

a) Feito pai da fé (2)

b) Alvo dos favores divinos (2)

c) Teria o nome engrandecido

d) Bênçãos a quem o abençoasse

e) Seria feito canal de bênçãos a outras nações

- O Problema da obediência parcial

a) Abraão saiu de Ur, como Deus havia dito, porem levou seu pai Terá e seu sobrinho Lo

b) Saindo de Ur, em vez de seguir direto para a terra que o Senhor lhe mostrara, Abraão passou por Harã. Sofreu muito com isto

c) Deus não falou com Abraão ali e isto foi um grande problema

- O aspecto pratico desta lição para nos hoje (Ef 1.15-22)

a) Deus abomina a nossa natural inclinação para barganharmos com Ele

b) Nada a não ser a plena satisfação dos pré-requisitos estabelecidos por Deus, pode salvar um relacionamento perfeito entre o homem e Ele

c) Se quisermos ter a aprovação divina, devemos procurar, pela fé agir segundo a chamada divina

d) Devemos agir segundo a luz que nos foi comunicada e então Deus nos dará mais luz

e) Devemos sempre lembrar que o Senhor nunca nos arrasta ao longo do caminho

- 4 aspectos positivos da obediência de Abraão

a) Abraão obedeceu à ordem divina de sai de Ur para a terra que o Senhor mesmo lhe havia prometido

b) Abraão edificou um altar ao Senhor e armou a sua tenda quando chegou a Canaã

c) O altar e a tenda dão-nos grandes traços do caráter de Abraão: Adorador de Deus e estrangeiro na terra

II – A PROVA DO DESPRENDIMENTO (Gn 13.7-8)

a) Abraão era um homem de paz (8)

b) Para Abraão era preferível ter Lo morando distante e ainda assim ama-lo, do que telo perto em litígio (9)

c) Abraão deu prova de ser um homem desprovido de egoísmo, quando escolhe onde morasse

d) Havendo permitido que Lo escolhesse as verdejantes Campinas do Jordão Abraão ficou de posse da terra de Canaã

e) Lo saiu de Ur dos Caldeus, mas caiu nas planícies de Sodoma. A chamada divina não havia tocado o seu coração nem a herança de Deus enchido sua visão. Porque Lo escolheu Sodoma um lugar prestes a ser julgado por Deus? Porque olhou para as aparências

f) Abraão não perdeu com o litígio com seu sobrinho Lo. Ele tinha a sua tenda

g) Lo podia escolher Sodoma, mas Abraão buscou e achou tudo em Deus

h) Você defenderia um homem como Lo? Abraão sim

III - A PROVA DA ADVERSIDADE (Gn 15.1-17)

a) Para Abraão era simplesmente inconcebível que um servo da sua casa viesse a ser seu herdeiro direito por falta de um filho dela nascido

b) Deus prometeu dar um filho a Abraão

c) Deus prometeu que ele teria uma prole difícil de ser contada

d) Abraão creu na promessa divina

e) Deus trabalha sobre a certeza e não sobre a duvida

f) Deus quer que lhe ofereçamos sacrifícios de louvor

g) Não importa se demora o fato é que devemos esperar o cumprimento da promessa

IV - A PROVA DO ROMPIMENTO DE LAÇOS AFETIVOS (Gn 21.912)

a) apesar de filho seu com Agar, Abraão amava grandemente a Ismael

b) A idéia de mandar Agar e Ismael embora era triste

c) A idéia de mandar Agar e Ismael embora alem de ser um desejo de sara era uma ordem divina

d) Note que o nascimento de Isaque não melhorou a natureza de Ismael

V - A PROVA DA SUBMISSAO PLENA A DEUS (Gn 22.1-8)

- Existem varias formas de provação – provação das mãos de satanás, provação devida às circunstancias porem o caráter mais elevado de provação e aquele que vem diretamente da mão de Deus. Ele Poe o ente querido na fornalha de fogo para provar a realidade da fé

a) Primeiramente Deus ordena que Abraão lance fora Agar e seu filho Ismael, por causa de Isaque para logo em seguida pedir seu filho Isaque em sacrifício. Como compreender isto?

b) Após três dias de viagem, Abraão e Isaque chegaram ao local que Deus mandara, onde Isaque seria oferecido em sacrifício. Porque uma distancia de três dias?

c) Deus às vezes nos leva passar por situações tão difíceis que a nossa única alternativa, é recorrermos a Ele, por não haver ninguém em que confiar

d) Por maior que fosse a dor que traspassava o coração de Abraão, ele encarou aquele ato como um ato de adoração a Deus (5)

e) Sacrificar um filho poderia parecer um ato de extraordinária dedicação mas não podemos esquecer de que deu valor a este ato, foi o fato simples de ser ato de obediência à ordem de Deus

f) Aquele que obedece a Deus não deve questionar a autoridade divina. Se dois anjos fossem enviados do céu, um para governar um império e outro para ser gari da capital daquele império com certeza eles não discutiriam quanto ao seu trabalho

g) Quem poderia pensar por em duvida a fé de Abraão? Tirai a fé, e Abraão aparecerá no monte Moriá como assassino e louco. Tomai a fé em conta e ele aparecerá como um adorador consagrado

h) Deus nos prova com um duplo propósito de nos levar a conhecermos a Ele mesmo

i) Abraão confiava na provisão divina

j) O simples gesto de obediência de Abraão é registrado na bíblia como se ele de fato houvesse sacrificado seu filho ao Senhor (Hb 11.17-19; Tg .2.21)

k) Deus nos deu o melhor. Podemos lhe oferecer o que temos de melhor?

l) Se não estamos dispostos a seguir a Deus ate as ultimas conseqüências, não nos atrevemos nem a sair de casa

m) Pela fé, tudo pela fé

26 outubro 2009

NÃO ENTRISTEÇAIS AO ESPIRITO SANTO (Efésios 4.25-32)

- Se realmente aceitarmos o ensinamento bíblico acerca da responsabilidade do Espírito Santo de Deus, não teremos grandes problemas em atribuir-lhes as características da personalidade


- A Bíblia ensina, que Ele é uma pessoa, e que Ele participa de muitos sentimentos e emoções comuns a personalidade

I) ENTRISTECER O ESPIRITO SANTO, POSSIBILIDADE DESAGRADAVEL

- O Espírito de Deus pode ser entristecido, Ele pode facilmente ser entristecido, pois é sensível

- Como é entristecido o Espírito de Deus?

1) Pela mentira (v25)

2) Pela ira (v26)

3) Cedendo a tentação (v27)

4) Pelo roubo (v28)

5) Por comunicação torpe (v29)

6) Por relações desordenadas (vv31-32)

II) UM ASPECTO PARTICULAR

- Vamos considerar o ultimo ponto da lista anterior, as relações desordenadas:

a) A presença de coisas que entristecem, deverão ser retiradas. Exemplo:

1) A amargura, ódio amargo

2) O ódio. Os rápidos estouros de uma cólera

3) A ira. A gradual acumulação de ódio, de ressentimento com pensamentos de vingança

4) A gritaria. O ruído feito por pessoas que gritam uns aos outros numa briga

5) A maledicência. O falar injurioso e caluniador a respeito de caráter de alguém

6) Toda a malicia. Uma disposição maligna para outros

b) A ausência de certas coisas é entristecedor, e é por Ele que devemos nos revestir de tais coisas

1) Dois rasgos de caráter:

- Sede uns para com os outros benignos, agradáveis e benéficos

- Compassivos e misericordiosos

2) Um principio subjacente: Perdoando uns aos outros

- Isto deve fazer como Deus também perdoou a vós em Cristo

c) Um sério resultado

- Uma posição contraria entre o Espírito e o Cristão

- O Espírito tem que cessar seus ministérios por meio de nós para passar a um ministério para nós

- Observe que o ministério do Espírito fica limitado em nós

d) A solução:

- Resposta sugerida no texto: Desfazer e vestir-se

- Vem quando deixamos o Espírito Santo trabalhar em nossos corações e vidas

- É assunto muito sério entristecer ao Espírito Santo

- É de maior importância corrigir a situação quando sentimos que fazemos o que não podemos fazer

- A reta relação com o Espírito Santo é essencial por todas outras relações de vida

- Ele foi enviado por Jesus para ser nosso companheiro

- Nós precisamos mais do que de sua ajuda e companhia

Ilustração: Substituir o Espírito Santo por cartões de créditos, por ajudas políticas, etc...

25 outubro 2009

PERSEVERANÇA (Heb 10.35,36)

- O caráter cristão se desenvolve à medida que somos dominados por esta virtude: a perseverança

- Que pode resistir firme constante e nos faz permanecer sem de intento, rumo, propósito, a carreira crista.

- A perseverança introduz o crente em níveis maiores de conquistas no reino de Deus

I – NO QUE DEVEMOS PERSEVERAR?

- “Tendes necessidade de perseverança, para que havendo feito a vontade de Deus...” (36)

1) Na vontade de Deus:

- Que é boa e agradável e perfeita (Rm 12.2)

- Que pode ser conhecida através da Bíblia, que é imutável e verdadeira

- Que pode vir por revelação do Espírito Santo

- A vontade de Deus é: Obediência, fé, santificação e amor

- O melhor lugar para o crente estar: No centro da vontade de Deus

2) Na doutrina crista (Atos 2.42)

- Baseada nos ensinos bíblicos

- Há pessoas que deixam de lado a doutrina

- Abandonam os bons costumes

- Se esquecem da profissão de fé no batismo

- Vivem o que os outros dizem e não o que a Bíblia diz

- A Bíblia diz: Segui a santificação...

- Isto quer dizer: Ir até o fim

3) Na oração (Rm 12.12)

- Apesar das circunstancias, esperamos a resposta

- Não podemos entrar na presença de Deus em oração, sem a certeza que Ele nos ouve e nos responderá

- Perseverança na oração envolve guerra espiritual

- Daniel orou por três semanas

- A igreja orava por Pedro a Deus

- Batei, batei e abrir se vos há, pedir, pedir e dar se vos ha

II – QUAIS OS RESULTADOS DA PERSEVERANÇA?

- “Havendo feito a vontade Deus, alcanceis a promessa “ (36)

1) Alcanceis as promessas de Deus

- São ao todo mais de 800 promessas na Bíblia

- Não é suficiente conhecer as promessas

- Mas sim desfruta-las

- Eu sei que Ele cura, mas não sou curado...

- Receba o cumprimento da promessa de Deus em sua vida

- Ler Isaias 55.10.11

2) Exemplos das promessas de Deus:

a) Vida abundante

b) Vida vitoriosa (Rm 8.37)

c) Saúde para o corpo e a alma

d) Vitória para sempre sobre o diabo. “Em breve o Deus de paz esmagará a Satanás debaixo de vossos pés”

3) Exemplos de perseverança:

a) A igreja primitiva perseverou e recebeu a promessa – Ficai, até que do alto sejais revestidos de poder...

b) A perseverança dos quatro amigos salvou o seu amigo

c) Aquele que perseverar até o fim será salvo

d) Receba poder de Deus e seja perseverante

24 outubro 2009

ALGUÉM SE IMPORTA DE VERDADE?

"O pior pecado que podemos cometer contra outros seres humanos não é o de odiá-los, mas sim ser indiferentes a eles: essa é a essência da desumanidade".

* Essa declaração sem dúvida, resume o que Jesus ensinou na parábola do bom samaritano e censura todos os que cruzam os braços em complacência, abrem um sorriso agradável e perguntam de um modo um tanto sarcástico: "E por acaso, alguém se importa?".

* Essas foram as declarações que ouvi logo cedo, de um amigo que compartilhou conosco um estudo bíblico no livro de Neemias.

Esse estudo fez tanto sentido para mim e me tocou tanto, que desejei compartilhar aqui em meu blog.

Neemias era o tipo de pessoa que se importava.


1. Neemias se importou o suficiente para perguntar(1:1-3).

· Ele era judeu, tinha um cargo importante no palácio, mas a despeito do "conforto" de sua posição, se importou o suficiente para perguntar a seu irmão, como andava o seu povo.

· Será que somos como Neemias, ansiosos para saber a verdade mesmo sobre as piores situações?

· Somos o tipo de pessoa que se importa o suficiente para parar e perguntar como é que vão as coisas com os outros?

· Confesso que as vezes sou aquela pessoa que faço perguntas, mas elas são de praxe. Não estou muito disposta a ouvir de fato a resposta.

· Acredito que no dia-a-dia, minha tendência é ser muito mais robótica, ou seja, pergunta por perguntar sem de fato dispor o meu interior para ouvir.


2. Neemias se importou o suficiente para chorar (1:4)

· Aquilo que leva as pessoas a rirem ou a chorar, indica com frequencia o seu caráter.

· Quando Deus coloca um peso em nosso coração, não devemos tentar escapar, pois se o fizermos, perderemos a benção de talvez sermos usados por Ele naquela situação.

· Neemias ao perguntar como estava o seu povo e ao ouvir a resposta, aquilo mexeu tanto com o seu coração, que ele chorou.

· Isso significa que ele de fato se importou. Ele não fez uma pergunta apenas por fazer, uma pergunta de praxe: e ai como é que vai? Sem ter a disposição de sinceramente ouvir a resposta.


3. Neemias se importou o suficiente para orar (1:5-10)

· Essa oração é a primeira de doze registrada no livro de Neemias. O livro começa e termina com oração.

· Neemias não apenas ficou cogitando na resposta que recebeu à sua pergunta, não ficou apenas chorando ao receber a notícia, mas ele orou, entregou ao Deus criador a sua petição.

· Lógico que em sua oração, ele cogitou com Deus como poderia ajudar naquela situação.


4. Neemias se importou o suficiente para ser a resposta de sua própria oração (1:11)

· Alguém afirmou com razão que orar não é conseguir que a vontade do homem seja feita no céu, mas que a vontade de Deus seja feita na terra.

· Porém, a fim de que a vontade de Deus se cumpra na terra, Deus precisa de pessoas dispostas a serem usadas por ele.

· Neemias planejou sair de seu lugar de conforto para ser a resposta de sua própria oração. Ele não retrucou pedindo para que Deus enviasse outra pessoa, mas se dispôs a ir a Jerusalém para ser uma parte da solução.

· Acredito sinceramente, que muitas vezes minha oração é tão de praxe que eu até choro diante de Deus, mas falta-me muitas vezes a disposição em ser a resposta àquela oração.


CONCLUSÃO

· Com isso tudo em mente, podemos fazer a pergunta novamente.
· Alguém se importa de verdade?
· Eu me importo?
· Você se importa?
· Quem se importa vai atrás para saber como andam as coisas, deixa-se tocar com a resposta a ponto de chorar, mas não fica só no choro, no sentimento, se dispõe a orar a ponto de se disponibilizar para ser a a resposta à própria oração.
· Você se importa de verdade?

23 outubro 2009

MARCAS DE HOMENS QUE ESTIVERAM COM JESUS (Atos 4.13)

A primeira marca é que... Eles Têm Fome Por Mais de Jesus

* Os que gastam tempo com Jesus, nunca estão satisfeitos, sempre querem mais, querem conhecer a Jesus melhor... querem ficar mais próximos dEle.

* Muitos crentes, só querem de Jesus, o suficiente para ficarem livres do juízo final... só querem, por exemplo, uma hora na igreja todos os domingos, e nada mais do que isso.

* São crentes que estão no esquema de "manutenção da fé", dando a Jesus só o básico: um culto por semana, uma oração resmungada a cada dia, e talvez uma olhada do tipo "vapti-vupti" na Bíblia...

* Em resumo, são crentes que evitam chegar muito perto de Jesus, porque desconfiam que se lerem muito a Bíblia, ou se passarem algum tempo em oração, o Espírito Santo irá fazer algumas exigências que eles não querem cumprir.

* Mas a Bíblia revela o que Deus quer para cada crente: (Ef 4:11-15). Mas a única maneira de amadurecer na vida cristã, é querendo mais de Jesus! E quando o crente quer mais de Jesus, esse desejo, essa fome, é visível nele.

* Crentes famintos por Deus, falam sobre Deus, conversam sobre Deus... são em geral, irmãos que entram fácil na dimensão do Espírito... eles sempre podem contar algo do seu tempo no quarto, passado com Jesus.

* Crentes que têm estado com Jesus, são diferentes de todos os outros e têm algo mais do que esmolas para oferecer. Aleluia!


A segunda marca que diferenciam os crentes que têm estado com Jesus, é que... Eles Têm Ousadia

* Quanto mais uma pessoa fica com Jesus, mais ela se torna como Jesus, em pureza, em santidade, em amor. E isso cria nela uma grande ousadia para Deus. Esse v.13 revela isto: Eles viram ousadia em Pedro e em João.

* Não tem aqui os detalhes daquela reunião das autoridades querendo condenar Pedro e João...Porém, podemos imaginar aqueles homens entrando na sala com cerimônia, ocupando seus assentos aveludados, todos vestidos à caráter... e entrando com pose a fim de intimidar Pedro e João.Mas Pedro e João não ficaram intimidados, em absoluto. Eles haviam estado com Jesus lá no cenáculo.

* Então no v.7, quando aquelas autoridades puseram Pedro e João em frente deles e perguntaram: "Com que poder ou em nome de quem vocês fizeram isso?", imediatamente é revelado no verso seguinte (v.8), que Pedro estava cheio do Espírito Santo.

* Isso significa que ele havia estado com Jesus e porque havia estado com Jesus, ganhou coragem, ganhou unção de ousadia. Eles podiam se acovardar diante daqueles homens, mas não fizeram isso. Foram ousados em Deus e enfrentaram a situação...

* Crentes que não têm entrado no quarto e fechado a porta para estar com Jesus, quando são perseguidos, se acovardam, porque estão despreparados... porque não estiveram com Jesus e por isso, não ganharam coragem, não receberam unção de ousadia.

* Por outro lado, quando um crente entra no seu quarto e fecha a porta e mantém um encontro com Jesus, ele recebe ousadia, e... aleluia! ...até os ímpios reconhecem que esta ousadia é vinda sobre o crente porque ele esteve com Jesus.

A terceira marca que diferenciam os crentes que têm estado com Jesus, é que... Eles Têm Uma Evidência, Um Sinal Visível de Que Deus Está com Eles

É isso que acontece com homens e mulheres que passam tempo com Jesus: Quando saem daquele momento de oração, quando saem do tempo gasto com Jesus, Jesus fica com eles por onde quer que forem. Aleluia!

Conclusão

Que se possa dizer de você: "Este homem, esta mulher, esteve com Jesus". E que ninguém possa negar isso.

22 outubro 2009

MAIS DE DEUS (Efésios 3:20)

* Todo cristão que gozou de uma experiência com DEUS anseia sempre pelo ”Mais de DEUS “.

* Mas o que na verdade seria esse “Mais de DEUS”?

* Como fazer para experimentar?

* MAIS DE DEUS: implica no toque do SENHOR na nossa vida.

* A bíblia relata que havia certa mulher que havia padecendo de uma enfermidade e ela determinou em si mesma tocar em JESUS para ser curada. Porém JESUS surpreendeu aquela mulher, dando além da cura a salvação.Resumindo, ela experimentou o “Mais de DEUS”...

* Tal como aquela mulher,nós hoje podemos viver o “Mais de DEUS” na nossa vida e tocar oSOBRENATURAL.

Como viver esse “Mais de DEUS”?

1. Para se viver o mais de DEUS é necessário: Se entregar (Sl 37:5)
Se entregar à DEUS, se render ao genuíno poder do Espírito Santo, viver os sonhos de DEUS(Isaías 55:8).


2. Para se viver o mais de DEUS é necessário: Crescer em DEUS (Ef 4:15)

* Viver o mais de DEUS exige o crescimento (amadurecimento), DEUS não quer que venhamos está o resto da vida no leite espiritual.

* Paulo escreve em 1 Coríntios 13:11;que quando menino falava como menino mas cresceu e abandonou as coisas de menino.


3. Para experimentar o mais de DEUS é necessário: Intimidade (Sl 25:14)

* O SENHOR deseja que sejamos amigos dele,que venhamos recostar nossa cabeça em seu peito e sermos constrangidos por Ele.

* O Espírito Santo anseia nos fazer conhecedor dos seus segredos;”mistérios” (Jeremias 33:3)


4. Para se viver o mais de DEUS é necessário: Escolher estár em DEUS (Lc 11:38-42).

Investir tempo de está com DEUS,anseia está Nele e ouvir sua voz,se esforça para vê o reino de DEUS se estabelecer em nós.(Lucas 13:24).


CONCLUSÃO:

* Viver o “Mais de DEUS” resume em ser santo como Ele é.

* É está disposto a pagar o preço de ser guiado pelo Espírito Santo. (João 3:8)...

21 outubro 2009

O JULGAMENTO


Deus ama o homem e estabeleceu uma aliança com ele, mas o homem quebrou a aliança e caiu em pecado. Conseqüentemente Deus, que é justo, teve de julgar o pecador - a serpente, a mulher, Adão e também as criaturas da terra. Vejamos como cada um deles foi julgado por Deus.

A Responsabilidade Do Homem Pelo Pecado

1- Rm 3:23 / Rm 6:23

Muitas pessoas perguntam por que o homem deve ser responsável pelo pecado quando, na realidade, Satanás induziu o homem a cair em pecado. Mas a Bíblia mostra claramente que a responsabilidade pelo pecado repousa sobre o homem.

2- Tg 1:13

Adão e Eva, ao usarem mal o livre arbítrio dado por Deus, obedeceram a Satanás em vez de a Deus. Deus não os tentou, mas eles deixaram a Deus e desobedeceram por suas próprias vontades. E claro que Deus, segundo sua boa vontade, permite que sejamos tentados para o nosso crescimento, mas Ele jamais nos tenta com o mal.

3- Há dois tipos de tentações, na língua grega

1 - Gn 3:1/ I Cr 21:1 / Mt 4:3/ II Co 11:3 - PEIRAZO

É uma provação oriunda de Satanás. A tentação do diabo somente nos fere e prejudica. Sendo tentados pelo mal (peirazo), e arrastados por desejos impróprios, Adão e Eva caíram em pecado. Todo pecado inevitavelmente requer que o homem pague seu preço. O veredicto e a condenação eterna, e de forma alguma ficaria o homem livre das conseqüências do fardo do castigo.

2- Tg 1:2,3 / Gn 22:1,2/ Dt 8:2 - DOKIMAZO

É uma provação da parte de Deus, através da qual nossa fé no Senhor cresce. Enquanto a provação divina de dokimazo nos traz graça e bênçãos mais abundantes, para nos fortalecer no Senhor.

1. O Julgamento Pronunciado Por Deus

a. Julgamento da Serpente: Gn 3:14-15

A serpente, instrumento usado por Satanás para tentar o homem, recebeu o castigo mais severo de Deus. Embora a serpente fosse mero instrumento de nas mãos de Satanás, foi julgada mais severamente por simbolizar todas as forças do mal. Olhe os versículos em Gn 3:14-15 sobre o julgamento de Deus para a serpente.

Aqui podemos ver quanto Deus odeia o pecado, pois o Senhor amaldiçoou a Satanás, o idealizador da obra da serpente. Jesus Cristo, segundo o plano redentor e gracioso de Deus para nós, o descendente da mulher, é a única esperança da humanidade.

b. Julgamento da Mulher : Gn 3:16

Por este versículo, podemos perceber que originalmete a dor da concepção e parto não devia constar do plano divino para as mulheres. Mas após o pecado de Eva, a concepção, geração e parto seriam acompanhados de dor e perigo, e até risco de vida. Não apenas isto, mas como consequencia do pecado, as mulheres foram senteciadas a passar a vida sempre anelando pela afeição do homem e sempre dependendo do homem.

c. Julgamento para Adão: Gn 3:17-19

Deus impôs o castigo da maldição e da morte sobre Adão, que desobedecera ao Senhor. Enquanto o espírito de Adão prosperava, tudo ia bem e seu corpo era saudável (III Jo 1:2). Quando o espírito de Adão morreu, toda sua vida tornou-se um emaranhado de luta, com suor, espinhos e abrolhos. Enfermidades minaram-lhe a saúde, terminando por arrastá-lo à morte. Se alguém quiser ficar livre da maldição, seu espírito precisa primeiro nascer de novo e acertar sua vida diante de Deus.

d. Julgamento da natureza: (Gn 3:17-18)

Adão e Eva haviam sido os senhores de suas circunstâncias, tendo controle sobre elas. Quando caíram, perderam o domínio sobre essas circunstâncias e a terra foi julgada. Todas as criaturas sob o governo de Adão também foram julgadas. O solo fertil tornou-se estéril. A terra, antes recoberta de formosas árvores frutíferas, estava agora revestida de espinhos e abrolhos.

Por causa do pecado de um homem, suas circunstâncias e a terra foram amaldiçoadas e o mundo todo ainda sofre. Desde então, tudo o que Deus fez tem estado aguardando libertação da ruína, conforme disse Paulo em Rm 8:18-23.

CONCLUSÃO

Nosso Deus julgou os transgressores com sua justiça. O julgamento se manifestou como castigo. Todavia, Deus não se limitou a julgar o homem, mas proveu um plano redentor para livrá-lo da transgressão, julgamento e morte.

Deus é um Deus de amor, mas é também um Deus de justiça. Compartilhemos uns com os outros como fomos corrigidos por Ele quando teimosamente insistíamos em seguir nosso próprio caminho.